domingo, 5 de junho de 2011

Bombeiros do RJ são presos violentamente; imediata libertação




Fotos: http://fotografia.folha.uol.com.br

MOÇÃO DE REPÚDIO – O governador Sergio Cabral mandou prender 2.000 bombeiros no Rio de Janeiro, que ocuparam ontem à noite o Quartel Central dos Bombeiros, com esposas e crianças. Hoje, às 6h10, o BOPE invadiu o local usando bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo e prendeu 600 bombeiros. Uma criança de dois anos foi hospitalizada por ter inalado gás.
Após quase um mês em greve, os bombeiros haviam suspendido a paralisação e aguardavam uma negociação com o governo por melhores condições de trabalho e reajuste salarial, uma vez que recebem o piso mais baixo do país, R$ 986,00. Eles reivindicam R$ 2 mil de salários.
ACSP-Conlutas repudia veementemente esse ato arbitrário e violento do governo do Rio de Janeiro. Os bombeiros prestam um serviço essencial à sociedade e de risco, por isso não podem receber salários aviltantes e trabalhar em péssimas condições.
Exigimos a imediata libertação dos presos e nenhuma punição aos bombeiros em luta; abertura de negociação, com o atendimento das reivindicações da categoria.
Fonte: CSP-Conlutas

Um comentário:

  1. A Invasão Vermelha. Pelos Bombeiros contra o Füher Sergio Cabral

    Que nosso ilustríssimo desgovernador não é muito favorável aos
    movimentos sociais e que os reprime com força e sem piedade todos nos
    já sabíamos, mas daí a meter bronca pra cima de bombeiros é
    ultrapassar o limite do absurdo, caindo na esfera do devaneio, muito
    comum ao Füher alemão.
    (...)
    Ninguém está se manifestando para ter carro de 60 mil. Estão apenas
    querendo ganhar por ano menos que um deputado ganha em dois meses o
    que os colocaria como décimo melhor salário do país.

    Texto completo:
    http://amahet.blogspot.com/2011/06/invasao-vermelha-pelos-bombeiros-contra.html

    ResponderExcluir